• 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Notícias sobre o mercado de webdesign e seo

Facebook Search

Há já algum tempo que se falava que o Facebook estava a preparar-se para entrar nas pesquisas, mas agora a certeza veio diretamente da boca do CEO Mark Zuckerberg.

Zuckerberg foi entrevistado por Michael Arrington no TechCrunch Disrupt terça-feira à noite, onde foi questionado sobre a possibilidade de entrar de o Facebook entrar no mercado das buscas. TechCrunch cita-o dizendo: "Nós estamos fazendo basicamente um bilião consultas por dia e não estamos nem tentando."

Ele também foi citado como tendo dito: "O Facebook está muito singularmente posicionado para responder às perguntas que as pessoas fazem. Em algum momento nós vamos fazê-lo. Temos uma equipa a trabalhar nisso".

A partir daqui podemos facilmente concluir que o Facebook está a trabalhar no sentido de construir uma espécie de oferta maior de busca para além de sua função de pesquisa atual, e que as respostas vão ser um componente importante dessa busca.

Em julho, o The Sydney Morning Herald conversou com Lars Rasmussen, Diretor de Engenharia do Facebook, e um ex-Googler (o homem por detrás do Google Maps). Nessa entrevista, Rasmussen disse que ele estava trabalhando em "algo muito específico que é super emocionante", mas ressaltou que não é um "produto para ir-atrás-do-Google".

"Eu não posso prever o que vai acontecer no futuro, mas eu não acho que ele vai fazer sentido para nós, nesta fase, nem mesmo começar a pensar em fazer pesquisa na web", disse Rasmussen em entrevista. "O Google faz isso tão bem."

Mas, o Google disse coisas semelhantes sobre como Google+ não é um concorrente do Facebook no passado.

Passaram cerca de dois meses, então talvez agora seja a hora. Com base nos comentários Zuckerberg, parece que eles estão pelo menos pensar sobre isso a sério.

Em julho, o Facebook anunciou que tem 955 milhões de usuários ativos. Todos eles têm ligações sociais pessoais que podem ser utilizados de uma forma que o Google simplesmente não pode. O Google pode fazer o que quiser com Google+, mas o Facebook é o lugar onde a paisagem social real tem lugar, e há aqui um grande potencial para que o Facebook possa fazer algo muito prejudicial para pesquisas do Google.

Numa altura em que muita gente e organizações se queixam do Google, e a falta de resposta adequada por parte do Bing, fazem com que a entrada do Facebook no mercado das pesquisas seja aguardada  com grande expectativa. Vamos esperar para ver. Mas a avaliar pela confirmação (agora oficial) dada por Zuckerberg possivelmente não vamos ter que esperar muito.

Partilhe

Novos mercados na Lusofonia

Ao longo dos nossos catorze anos de existência já ajudámos centenas de clientes na sua aventura na Internet, ajudando-os a conquistar novos clientes e a chegar a mercados que, de outra forma, só conseguiriam com enormes custos. Através da nossa rede lusófona descobriram novos mercados, quer nos países de língua portuguesa, quer mesmo nas comunidades lusófonas residentes em países estrangeiros.

Artigos